Mostrando postagens com marcador comportamento. Mostrar todas as postagens

Penteados para o Ambiente Profissional!

Olá queridas,

Uma aparência bem-cuidada é fundamental para qualquer ambiente, principalmente o Ambiente Profissional. Além da roupa, outros aspectos são importantes para compor uma boa Imagem Profissional. 

Pele e unhas tratadas mostram cuidados com a higiene e boa educação. Além delas, os cabelos podem passar imagem de uma pessoa eficiente e bem-sucedida ou de uma profissional desleixada.

Nossos cabelos são a moldura do rosto e compõe a nossa identidade visual. 

A forma como mantemos nosso corte e o prendemos reforçam juntamente com o look e a nossa postura mensagens sobre nós. 

Cabelo sujo, mal cuidado ou despenteado pode fazer seus colegas e clientes pensarem "Como ela dará conta do projeto se nem consegue lavar os cabelos?". Hoje temos o recurso do shampoo a seco que resolve super aquele dia corrido que não da tempo de lavar e de quebra ainda da um volume extra que ajuda modelar melhor as madeixas, já usaram?

Pensando em garantir uma boa impressão no ambiente de trabalho, selecionei alguns penteados super fáceis de fazer.

A começar pelos cabelos presos ou levemente presos. Eles demonstram cuidado, preparo e transmitem mais formalidade e elegância. 

   
Rabo de cavalo baixo finalizado com o próprio cabelo.

Meio preso deixa o rosto mais amostra passando uma imagem
mais alinhada e comprometida.

Coques baixos 

Aquela torcidinha lateral dos cabelos presa com grampo, pode suavizar a imagem de quem tem linhas muito retas no rosto e ajuda passar um ar mais acessível e delicado.


Topete frontal pode ser uma forma de parecer mais alta e dar um certo empoderamento ao look. Interessante pra quem é baixinha e/ou precisa passar mais força.

   Cacheadas com volume estão liberados, desde que os fios estejam bem tratados. 

Cabelos curtos passam credibilidade e sempre serão bem-vindos ao ambiente de trabalho.
Penteados de forma lateral dão charme ao corte masculino. 


Manter o corte sempre em ordem é algo primordial, principalmente se
 você é mais minimalista e não gosta de prender nunca ou prefere cortes menos ousados.

Cabelos ondulados e/ou cacheados e curtos passam mais força, dinamismo e criatividade.

Portanto, lisos, ondulados, cacheados seja como for suas madeixas, não se esqueça que a forma como você os arruma e os cortes que escolhe falam muito sobre você, portanto se assegure de estar passando a real mensagem que deseja comunicar. 

um beijo,

Fe Cardoso

Encontre o seu verdadeiro ESTILO!!


Olá meninas!!

Estilo requer treino, sim pois são poucas pessoas que nasceram com uma facilidade nata em combinar peças. E esse treino pode começar com o nosso olhar para pessoas, lugares e objetos que nos inspiram. Montar um painel com coisas que se gosta ajuda e muito na busca pelo nosso estilo pessoal.

Hoje eu separei para o nosso moodboard (painel) os looks inspiradores da fashionista Olivia Palermo. Ela vai do clássico ao super fashion de forma impecável, combina como ninguém estampas, cores e tecidos. Prova que não precisamos de um belo salto para estarmos bem vestidas. Tem uma pegada minimalista que eu a-do-ro (o menos é mais sempre) e diga-se de passagem é muito mais fácil de seguir também.

Ter pessoas como a Olivia Palermo como referência, pode ajudar e muito a moldar o nosso estilo. Mas claro, precisa provar peça por peça pra ver se as mesmas combinam com você. Vale experimentar mais de uma marca porque o caimento de uma peça em uma loja pode ser totalmente diferente em outra. Tecidos, saber quais tecidos se ajustam melhor ao seu tipo de corpo. Se não sabe nada sobre tecidos, passe a olhar as etiquetas, prove e se cair bem, ja sabe no que investir, do contrário pare de perder tempo provando e até comprando tecidos que não te valorizam.

Apreciem o bom gosto de Olivia Palermo e veja quais looks você gostaria de experimentar, quais te representam, quais passam a verdadeira mensagem que você gostaria de passar. Caso não se identifique com os estilo dela, busque alguém pra te inspirar. Olivia Palermo é só um exemplo para ilustrar o que quero falar sobre a busca pelo estilo pessoal.

Hoje em dia estamos na era do "vista o que quiser, tudo é permitido" mas veja bem, tenhamos bom senso, para que insistir em usar peças que não valorizam nosso corpo? para que sair correndo para comprar cada nova peça da moda se a mesma nem sempre valoriza? 

Qual imagem você quer passar? Quando for comprar se pergunte "amei ou estou em dúvida sobre a peça?" se resta dúvida certamente não vale a compra. Compre de forma consciente, invista em peças de qualidade e não em quantidade.

A partir de hoje monte o seu painel físico a partir de revistas ou crie uma pastinha no seu computador com roupas, lugares, objetos, decoração tudo que você gosta, aprenda a se conhecer, experimente outras marcas, pesquise, você vai ver como as referências vão te ajudar a se vestir de maneira que reflita seu verdadeiro eu (sim algo de dentro pra fora). Pense sobre isso! Ah! se estiver com dificuldades em adequar o seu estilo, entre em contato, vai ser um prazer te ajudar. :)






Espero que tenham gostado!!;)

beijooo!!

Fe Cardoso

Libere os Cachos !!!


Olá queridas!!

Os cabelos falam muito sobre nós e acompanhando as tendências de comportamento, imagem  e estilo, resolvi escrever um pouco sobre os cachos que estão super em alta no momento. Claro que vai alem dos cachos o que quero dizer aqui e vocês devem perceber ao longo do post.

Segundo Visagismo, os cachos trazem movimento, dinamismo, sensualidade e é ideal para quem quer conquistar e chamar atenção. 

Você que sempre fez uso de chapinhas e produtos químicos para se juntar a maioria e se enquadrar ao "belo" dito pela sociedade ou até mesmo pra se sentir mais "aceita". Esta na hora de deixar vir a tona o volume, movimento e naturalidade do seus cabelos.

É incrível o que esta onda de libertação e empoderamento feminino traz, melhor aceitação e valorização sobre as diferenças. Adeus chapinha, Adeus químicas de alisamento, deixa chover, bora ser como se veio ao mundo e curtir de verdade a sua essência, o seu eu.Claro que se você quiser assim, nada contra a quem prefira alisar.

Nós mulheres desempenhamos tantos papéis ao longo do dia (mulher, mãe, profissional, esposa, namorada, amiga, professora, piscóloga, cozinheira, etc), que muitas vezes esquecemos de cuidar do nosso eu, de buscar a nossa essência o que nos faz feliz e deixar de lado toda a pressão da ditadura da beleza, e muitas vezes trata-se de começar com uma pequena mudança, a do cabelo. 

Os cachos e o processo de libertá-los e redescobrir-se é incrivél, parece até que eu também passei por esse processo da forma que falo não é mesmo?, não exatamente o de cachos, porque meu cabelo é liso até demais, mas o de me desapegar do comprimento e de mudar um pouco a cor deles. Ficamos presa a um formato que muitas vezes não nos representa. Renovar é uma sensação plena, a gente muda e essa mudança é boa, não tenha medo de se encontrar. 

E é notável como várias mulheres antes adeptas a chapinhas e processos de alisamento que liberaram os cachos ou que resolveram deixar ao natural, crespos ou ondulados transmitem hoje uma sensação de felicidade e de auto-estima que antes não era tão aparentes, não tem outra discrição a não ser dizer que elas se libertaram e descobriram seu verdadeiro eu e o melhor estão amando tudo isso. 

Vejam o que duas queridas disseram sobre o processo de mudança capilar delas: 




Nayara Santos, 24 anos, Designer de Interiores


"Numa certa fase da minha adolescência, eu não gostava do meu cabelo natural, e nem sabia cuidar dele. Então, decidi alisar, e fiquei lisa por 8 anos! Até que eu comecei a ver nas ruas, no meu curso, no metro, etc, outras mulheres e youtubers com o cabelo cacheado... Senti saudades dos meus cachos, e ver essas pessoas me inspirou a assumir meu cabelo como Deus o fez! 
Em novembro de 2015, fiz meu último retoque da escova definitiva, e decidi que nunca mais passaria! Fui deixando crescer, mas sempre escovando e pranchando. Só em outubro de 2016, abandonei o uso constante da chapinha, e fui hidratando para melhorar a saúde do meu cabelo. Foi difícil no começo, pois ele estava com 2 texturas (raiz cacheada e pontas lisas), tinha que usar "bigudinhos" na parte alisada para igualar a raiz. E eu ainda não tinha coragem de fazer o corte de toda a química, pois tinha medo de ficar feia com o cabelo curto! Tomei a decisão de fazer um corte, mas não ia tirar toda a química no começo, então pensei: "Se ele vai ficar curto, porque não mais curto? Pois vai facilitar pra cuidar e, cabelo cresce né rsrs". Com motivação do meu marido e algumas amigas, em março de 2017, decidi que já era hora de me desapegar do comprimento, se eu quisesse ele 100% natural. Então cortei toda a parte alisada, e fiquei com ele curtinho. Confesso que não me estranhei, porque eu queria muito ter meus cachos de volta,

e não me arrependi de ter cortado. Foi e é uma sensação de liberdade!! Eu era uma mulher totalmente dependente da chapinha, sempre que lavava tinha que escovar e pranchar. Hoje em dia, eu aprendi e entendi do que meus cachos precisam, e sei cuidar deles! Minha autoestima aumentou muito, durante minha transição capilar. Sou uma pessoa diferente hoje, não só por fora, mas principalmente por dentro!! "




Dione, 28 anos, estudante de Psicologia 

"Eu sempre alisei meus cabelos desde os 08 anos de idade, passei uma fase dos 14 aos 16 com ele crespo, mas era muito ridicularizada na escola, igreja e família, voltei a alisar para ver se o meu cabelo crescia mais rápido e adotei a chapinha e a escova, pois as pessoas me falavam que eu não conseguiria arrumar um emprego, namorado etc. Minha autoestima nessa época era oscilante era rasa e rara.

Um dia ao pentear os meus cabelos frente ao espelho, e questionei: Porque eu aliso o meu cabelo? Porque ele precisa ser liso? Eu pensei eu sou negra ,e negros tem o cabelo crespo e isso é lindo, as pessoas precisam me respeitar do jeito que eu sou, eu preciso me aceitar como eu sou, peguei uma tesoura e comecei a cortar o cabelo e cortei toda a parte que estava com química, e senti uma borboleta saindo  do casulo e prestes a voar, quando sai do banheiro estava com o cabelo Black e “Power”, não era só um corte de cabelo isto era um processo interno de transformação e aceitação que se expôs externamente, nessa época eu tinha 25 anos, eu mudei muito ,nunca me senti tão linda, as pessoas me param na rua para perguntar do meu cabelo e tal. Hoje me sinto livre, forte, linda. Cabelo para mim é um ato político e usar o cabelo ao natural é quebrar uma construção social de beleza e outras coisas, desde que aceitei o meu cabelo crespo minha vida social e sentimental só melhoraram." 

Precisa dizer mais alguma coisa? meninaaas super obrigada pela participação de vocês aqui.

Mulheres deixem vir a sua essência, não se escondam, se libertem e sejam felizes. Ma-ra-vi-lho-sas! Cacheadas, lisas, onduladas, crespas seja como for, ame-se e a vida fluirá de vento em popa. 

Ah! quero aproveitar o tema e ainda indicar para quem tem filhas cacheadas o canal Sr. e Sra Martinez é de um casal amigo meu, onde tem várias inspirações de penteados para suas princesas cacheadas, passem la e sigam o canal!!

E viva os cachos!!  Libere o seu eu!!!

Espero que tenham gostado e se inspirado!! ;)


beijos!!

Fe Cardoso

Dicas para ser uma ótima ANFITRIÃ!

Olá queridas, tudo bem?

Fim de semana chegando, que tal convidar os amigos para um bate-papo? Tudo de bom né?, Depois de uma semana corrida de trabalho e tudo mais, nada como um tempinho pra descontrair e jogar conversa fora. Mas será que você sabe ser uma boa anfitriã? 


Pequenos detalhes podem fazer a sua reunião, seja ela grande ou pequena, um encontro inesquecível.

•  Personalize o máximo possível. Não tem convidado que não goste de encontrar o próprio nome marcando o lugar na mesa ou simplesmente amarrado a um guardanapo em um jantar americano.

•  Uma mesa bem produzida deixa o ritual da refeição muito mais sofisticado. É importante que o convidado sinta um pouco de magia, algo que diferencie aquele momento da monotonia do dia-a-dia.

•  É você que vai dar o tom da festa. Simplifique o menu, vista roupas e sapatos confortáveis - faça tudo para que os outros se sintam muito bem.

•  A música faz o clima, portanto, lembre-se sempre de cuidar da trilha sonora.

•  Diante de um desastre é que mostramos quem somos. Se tiver um imprevisto, como um prato queimado, contar a verdade é a melhor saída. Não esqueça que você está entre amigos. 

•  Prepare uma entradinha com sucos, água e algo salgado como torradinhas com patê, por exemplo. Assim terão mais tempo para conversar sem ficar famintos para o momento da refeição principal.

•  Pense nos detalhes, convide os mais animados pra ajudar com a refeição. Algumas pessoas gostam de se sentir parte.

•  Se for receber crianças, pense em algo pra elas, deixe papel e lápis de cor e/ou giz de cera fácil, tv ligada com desenho animado, inclua alguma entrada no menu pra eles também, como mini pães de queijo, porção de pipoca, é fácil de fazer e a criançada adora.


•  Lembrancinhas não precisam ficar restritas às festas infantis, os presentes também podem fazer parte de reuniões entre amigos adultos. Algo bem-humorado e carinhoso é sempre uma boa sugestão para dar para seus convidados, como mudas de arruda, biscoitos em forma de coração e chocolates.

Algumas sugestões de como dispor o que for servir:

 

,

Um ótimo fim de semana!

beijo,

Fe Cardoso

Um ícone Fashion chamada Iris Apfel!

Olá queridas!!!

Semana passada, procurando algo para assistir no Netflix, me deparei com o documentário sobre Iris Apfel, eu já havia lido sobre ela em revistas, a visto em publicidades e me interessei por saber um pouco mais. Como sempre, buscando inspirações para compartilhar com vocês, achei que poderiam se inspirar um pouco com a história dela.

Iris Apfel, é novaiorquina, designer de interiores, mulher de negócios e um ícone da moda mesmo aos 94 anos. Foi casada com Carl Apfel, um industrial têxtil que morreu pouco antes de completar 101 anos, em Agosto de 2015.



Iris chama atenção por sua forma colorida e extravagante de se vestir, apesar de ser um ícone fashion, ela não segue tendências, ela é autêntica, simplesmente ao longo de sua vida se descobriu e usa o que gosta, sem se preocupar se as pessoas gostam ou não. 

                    

Em um mundo cheio de padrões de beleza onde o culto a jovialidade predomina, Iris não tenta parecer mais jovem, ela não tem plásticas, não tinge os cabelos, quase não usa maquiagem. No rosto, apenas batom e seus grandes óculos redondos e mesmo assim tem uma beleza natural muito interessante de se ver.


Iris adora sobrepor colares e pulseiras, adora explorar lojas e feiras diversas, é curiosa, observa tudo o que possa ser interessante, prova, barganha e só então compra.

Iris é uma mulher que viajou pelo mundo com seu marido, inclusive, visitou o Brasil em 2013 e disse "Adorei dois lugares no Brasil: o primeiro foi o Museu Afro Brasil, adorei saber que tem um lugar que mostra como a cultura africana colaborou com o país, há peças belíssimas, eu aconselho todo mundo a ir lá. O segundo foi um lugar com grafites dos dois lados [disse se referindo ao Beco do Batman, na Vila Madalena], que parece um sanatório. Eu amei". Me falaram que eu ia encontrar apenas coisas made in China no Brasil, mas fui a feiras maravilhosas, que mantêm viva a cultura daqui. Comprei algumas coisas e confesso que se a alfândega deixar, eu vou levar muitas coisas para casa e até mesmo pendurá-las em mim". (referência: revista Vogue).





Iris foi casada por 67 anos, optou por não ter filhos. Os dois juntos no documentário eram fofos demais de se ver, sempre juntos e demonstrando cuidados um para com o outro. Como um casal deve ser não é mesmo? ;)
   

Iris se mantém ativa até hoje, é super requisitada nos desfiles de moda, entre outros eventos, tem bom humor, graça, estilo e sempre muito educada. Uma verdadeira inspiração de comportamento para nós!!


               

Adorei conhecer um pouco da história de Iris Apfel e deixo aqui algumas de suas citações que mais gostei :

"Aprendi com a minha mãe que se você tiver um único vestido preto e os acessórios certos, você pode ter 50 vestidos diferentes"

"O conceito de elegância não mudou com o passar do tempo. Ele foi jogado pela janela".

"Uma dica para uma boa mala: leve metade das roupas e o dobro de dinheiro."

"Se aposentar é pior que morrer. Há tantas coisas esperando para ser feitas no mundo".


                      

 "Quando você não se veste como todo mundo você não tem que pensar como todo mundo"


"Eu não vejo nada de errado com as rugas. É uma espécie de emblema de coragem."


"Moda você compra mas estilo você possui."


"Não há um roteiro de como ter estilo. Se trata de auto-expressão e
acima de tudo atitude."

 É isso minhas queridas, espero que tenham gostado e de alguma forma se inspirado!!

Fe Cardoso  

A importância da Imagem Pessoal



Você sabia que a percepção de um indivíduo é formada em apenas 15 segundos? A chamamos de COMUNICAÇÃO NÃO VERBAL, e esta responde por 93% desta formação imediata criada por nosso cérebro em uma primeira impressão casual.
Imagem pessoal é a marca que você deixa nas pessoas, é como será lembrado – positiva ou negativamente.

Com esta definição podemos avançar na ideia de que no mundo moderno os profissionais bem sucedidos são aqueles que mantêm uma imagem pessoal positiva. Para tanto usam seu poder pessoal para conquistar seus objetivos, superar os obstáculos, vencer as barreiras e dificuldades do dia-a-dia. Constroem uma base de valor pessoal sólida. Sabem “quanto vale o seu passe”.

Agir com elegância, discrição e sobretudo, ética é um passo a mais para o sucesso.

A verdade é que hoje para ser eficiente, o marketing pessoal deve ser sutil e inteligente a começar pela aparência. Desfilar grifes, por exemplo, não faz de você um profissional respeitado. O resultado pode até ser o contrario e revelar que, na falta do que falar, você esbanja na aparência.

O que não se pode negar, no entanto, é que o primeiro julgamento é o visual, a partir do visual podemos perceber a que grupo uma pessoa pertence, se é cuidadosa ou não pelo seu penteado, se é calma ou agitada pelo modo de andar, sentar e falar, ou seja, fazemos logo um julgamento de alguém que nem conhecemos.

Se isto é correto, não sei. O que sei é que cada vez mais é importante cuidarmos da nossa imagem, porque querendo ou não seremos julgados pelo inconsciente da pessoa que nos vê.

E não importa onde estivermos, Brasil, EUA ou qualquer outro lugar, o fato é que levamos pra onde formos o nosso jeito e nossas referências.

No mercado de trabalho a imagem pessoal tem muito valor, não importa ser bonito ou feio, na verdade existe uma grande diferença entre ser bonito fisicamente e ter uma boa aparência. Uma pessoa pode possuir uma beleza física padrão e não ter uma boa imagem pessoal, o que quer dizer que ela pode usar roupas amassadas, cabelos desgrenhados, unhas mal feitas, etc. Já uma pessoa de boa aparência é aquela que pode não possuir uma beleza física padrão, mas tem um bom corte de cabelo, unhas em dia, barba bem feita e roupas em ordem.

"A sua imagem pessoal é o seu cartão de visita."

A sua imagem pessoal, não é única, ela precisa se adequar a diferentes ocasiões como ao ambiente de trabalho ou lazer, mas sem esquecer-se de você, do seu estilo, do seu gosto, a sua imagem pessoal deve estar sempre adequada e bem cuidada, ela é a embalagem do seu produto.

O seu produto é você, os seus conhecimentos, habilidades, técnicas e outras qualidades que você possui. A sua embalagem é a sua aparência, o seu visual, é a primeira informação que o outro tem de você.

É verdade que a sua imagem pessoal não lhe garante um emprego, um contrato, uma namoro ou até mesmo um casamento, pois uma embalagem sem conteúdo não tem muita força, mas sem ela dificilmente terá mais que um primeiro contato.

Por isso é muito importante estarmos sempre adequados e sabermos utilizar das ferramentas: roupas, acessórios, make-up, um pouco de cultura e conhecimentos gerais para transmitir a imagem que gostaríamos.
Fe Cardoso, Consultora de Imagem e Estilo.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Direto de Montreal, compartilho o artigo que escrevi para coluna de Moda da Revista Brazil USA - Malborough, lançada no ultimo 09 de abril de 2015. Esta é uma revista americana feita para brasileiros que vivem nos Estados Unidos. E como foi o lançamento de mais uma revista do grupo Brazil USA, achei o tema bem apropriado para abrir a sessão de Moda que falaremos mais nos próximos meses, afinal antes de seguir a moda ou saber como usar o que esta em evidência da melhor forma, temos que saber qual imagem queremos passar e antes disso saber o quanto ela é importante em todas as áreas de nossa vida.

                                             
Ilustração do meu Artigo na revista.

beijos,

Fe Cardoso

Desapego de fim de ano em 3,2,1...

Olá minhas queridas!
 
Fim do ano chegando e também um ótimo motivo para fazer aquela faxina na casa e praticar o DESAPEGO. Já falei sobre este tema aqui e hoje volto a falar para dar algumas dicas de como efetivamente fazê-lo. Parece que não, mas muitas pessoas tem dificuldade em doar ou vender coisas que há anos não tem mais utilidade. Se apega em frases como: "e se eu precisar?", "deixa ai pra quando eu emagrecer", "guarda pro segundo filho" entre outras desculpas. 
 
 
Eu sou suspeita em falar sobre o assunto, adoro praticar desapego, acho que porque desde que casei moro em apartamento o que me incentivou ainda mais não acumular coisas por mais de um ano sem uso. Eu sei ,nem sempre é fácil, mas temos que começar e hoje eu trago algumas dicas de como fazer.
 
Dar uma geral: separe um dia, pegue algumas sacolas e vai passando em cada cômodo da sua casa e separando todos os itens que você efetivamente não usa a mais de 6 meses pelo menos. Sim, não vou falar só de roupas neste post não, vamos desapegar geral.
 
Quarto dos adultos : olhe todas as roupas dos cabides e gavetas, retire sem dó todas as peças, acessórios, bolsas, calçados, roupas de cama e toalhas de banho que estão em bom estado e você não tem usado a pelo menos 6 meses. Separe também as bem velhinhas, rotas que não serve pra ninguém pra descarta-las.
 
Feito isso você tem algumas opções :
 
- doar pra alguma instituição que você conheça
- vender em sites como www.enjoei.com.br e fazer uma graninha
- fazer um encontro com as amigas e propor que elas também tragam suas coisas pra fazerem trocas, essa com certeza iria ser bem divertido.
 
Quarto das crianças: Separe todos os brinquedos quebrados, papelzinhos entre outros que não tem serventia e descarte-os, organize os demais nas caixas, retire os ursos, bolsinhas, bonecas entre outros pra lavar e quando seu filho chegar da escola, incentive-o a separar os brinquedos que ele não brinca mais e gostaria de doar pra outras crianças, isso é ótimo gente, já planta essa prática na vida do seu filho e ele nunca será um adulto acumulador e aprenderá o valor de compartilhar também. Já são dois anos em média que a Julia faz essa prática numa boa e eu fico super orgulhosa dela, muito bacana.
 
Separe as roupas, aquelas novas que seu filho perdeu porque cresceu e aquelas que estão super gastas. Algumas se você já tem outro filho pode ser aproveitada quando estiver na idade e as outras que você poderá doar ou realmente descartar, como meias encardidas, camisetas super manchadas, rasgadas, não tem utilidade pra ninguém então descarte.
 
Feito isso você tem algumas opções:
 
- deixar na brinquedoteca do prédio
- doar pra alguma instituição que você conheça
- vender em algum site ou você mesmo via redes sociais
- fazer troca entre os filhos do seus amigos, quem sabe no mesmo dia que for fazer com suas amigas.
 
Sala de estar / jantar: enfeites velhos e encardidos do tempo, flores artificiais já feinhas, capa de almofadas super desbotada, quadro amarelado, tapete velho, que tal descartar tudo e dar uma renovada na decoração? Hoje em dia você pode fazer uma boa pesquisa pela internet e achar locais com preços que caibam no seu bolso pra fazer essa repaginada na suas  salas. Vale a pena!
 
Cozinha / Lavanderia: pegue a escada e olhe bem todas as portas dos armários, deve ter coisa encaixotada la que você nunca usou e continua sem previsão pra usar, que tal desapegar? sim, retire do armário, olhe a caixinha de remédios, jogue todos com a validade vencida e já faça uma listinha pra comprar algum novo pra não faltar, olhe gavetas, panos de pratos velhos, panelas, copos que você ganhou e não gosta do modelo, xicaras, bules, etc tudo que você não usa no seu dia a dia ou já esta precisando trocar, sim descarte os muito velhos e faça a listinha pra repor, tipo tabua de carne, escorredor de louça, entre outros que vão ficando velhos e não nos damos conta e não são caros. Aproveite e olhe a dispensa pra ver senão tem nenhum alimento que já venceu, descarte.
 
Na lavanderia, descarte pregadores velhos, quebrados, vassouras velhas, cabo descascados que já estão na hora de renovar essa área também, na loja Tokstok vi alguns lindos rosa, laranja, de poá coisa mais fashion pra se ter em casa. :)) e por que não, né?
 
Porão / quarto da bagunça : façam a mesma coisa, separe coisas que tem utilidade das que não tem. Descarte-as que não tem utilidade e venda ou doe as que tem utilidade, hoje temos a OLX entre outras pra anunciar de forma gratuíta.
 
Pra você que não quer ter muito trabalho, objetos de cozinhas, bem como todos os itens que citei acima podem ser doados para o exército da salvação e eles retiram em sua residência, olha só que coisa boa. Vejam como funciona e pra quem se destinam as doações no www.exercitodoacoes.org.br
 

Façam isso minhas queridas e entre 2015, eu já fiz isso esta semana aqui em casa e nossa é uma sensação de limpeza e leveza impagável.
 
Espero que tenham gostado das dicas!
 
beijoooo!
 
Fe Cardoso 

Inspirações: Tal mãe, Tal filha! e Tal mãe, tal filho!

Olá queridas!

Eu ando tão mãe ultimamente que o título do post não poderia ser algo muito diferente..rsrs Sério queridas, estou curtindo muito minha bebe Heloísa e aproveitando mais a Juju também que parece que cresceu que não vi passar, logo completa 5 anos. Ter sido mãe pela segunda vez foi melhor ainda, não é fácil, é corrido, tem dias que fico doidinha com as duas..rs mas é maravilhoso ser mãe, quando a Helô me olha com aqueles olhinhos inocentes e risonhos, quando a Juju vem me contar algo que é novidade pra ela, não tem nada que pague isso, nada é mais importante do que elas duas, é como a bíblia diz: que os filhos são herança, são bençãos mesmo. Louvo a Deus por ter sido agraciada e poder ser mãe duas vezes. Agora chega né? kkk ta óteemoo duas, muitas me chamam de corajosa, mas hoje eu diria que não é coragem e sim amor, desprendimento e doação. E engraçado que muitas mulheres hoje adiam a maternidade como se fosse algo que fosse barra-las de viver e pelo contrário, digo por experiência própria que nos da mais força pra correr atrás e fazer as coisas acontecerem.

 
O tema de hoje é tal mãe e tal filha. Quero colocar meu ponto de vista a respeito e inspirar um pouco com alguns looks que achei bacana. Se tem uma coisa que sempre busquei em minha vida é o equilíbrio, acredito que nada deve ser ao extremo. A moda tal mãe e tal filha pode ser algo em que as duas se vistam exatamente iguais ou em um mesmo estilo.  Entre as duas opções prefiro a segunda, mesmo estilo, ok horas iguais, mas sempre dando um pouco de autonomia pra que elas mesmas escolham se querem ou não vestir igual a mamãe. Normalmente querem, somos o espelho delas. Mas tem a questão do ser criança também e ter a fase para usar certas coisas como maquiagem, cor de esmalte, sapatinhos com salto e acessórios em geral. 
Acho que tudo tem sua hora e é sempre bom levar isso em consideração, pois somos responsáveis pela formação de nossos filhos e o que nós ensinarmos ou formos é nisso que eles vão se espelhar.

Hoje eu uso esmalte vermelho, mas não é por isso que vou colocar na minha Juju de 4 anos. Explico pra ela que vermelho é uma cor pra adulto, criança fica mais lindinha de cores claras, rosinha por exemplo. Com essa onda de esmalte azul, comprei um e pensando no espirito da copa coloquei nela, mas ela mesmo olhou e achou escuro, dois dias depois tiramos, foi só pra ela ver como fica, curtir um pouco.

Abaixo eu selecionei várias mães e filhas e algumas mães e filhos que também ficam fofos iguais a mamãe. Acho bacana para aparecer em eventos, em festinhas, mas não como algo rotineiro e religioso. 

Vamos as inspirações:

Victoria Beckman é um ícone fashion e olha que gracinha sua bebe de vestidinho branco e depois na outra com casaco, notável que ela pensou em saírem parecidas né? E ficaram lindas!!


Aqui achei fofíssimo, mãe e filhas iguais na roupa, mas para os pés e o detalhe do cabelo bem menininha mesmo. Fofíssimas!!


             Adriane Galisteu e seu filho, combinando camisa branca e óculos escuro.
 
 
Amei estes dois de estilo Navy (marinheiro).


Uma graça as duas floridas de rosa, look perfeito para um passeio no parque em um
domingo ensolarado.
 
E aqui duas sugestões de estilos parecidos.

Julianne Moore e sua filha, lindas!!

+1 Tal mãe e tal filho! boné + camisa jeans.

E vocês mamães e futuras o que acham dessa moda tal mãe tal filha (o)?

Deixe seu comentário!

beijo,

Fe Cardoso

Sua POSTURA faz toda a diferença!

Olá queridas,








Como anda sua postura? Ereta ou arcada? Você sabia que a sua postura fala muito sobre você? A forma como se posiciona, gesticula e o tom da sua voz emitem mensagens que podem depor a favor ou contra sua imagemQual a imagem que você tem passado? Já pensou a respeito? 


A postura faz toda diferença nas relações pessoais, pois ela tem papel importante para reforçar nossa comunicação verbal! Quando nos posicionamos de forma ereta, passamos mais confiança, gesticulamos com mais coerência e isso resulta em uma comunicação mais eficiente ao nosso interlocutor.

Uma postura ereta, reflete dignidade, respeito, coragem em relação aos desafios da vida. Interação em posição de igualdade. Confiança, auto-estima, uma beleza que invade o ambiente.


Por outro lado, a postura arcada, inclinada para frente e para baixo, demonstram sentimento de inferioridade e falta de coragem em relação aos desafios da vida. Autoestima baixa, insegurança, timidez. Você pode até não se sentir assim, mas sua postura demonstra isso e dificulta consideravelmente sua comunicação.

Nem sempre é fácil manter a postura ereta, mas passe a prestar mais atenção a ela no seu dia a dia e corrija sempre que perceber que não esta alinhada. Sempre que precisar se apresentar para alguém, falar em público, reuniões de trabalho, entre outros. Essa pequena atitude pode ser o detalhe que falta para fortalecer sua imagem e transmitir a confiança e  credibilidade que precisa. Faça isso! 

Quer saber mais como projetar sua imagem ? Entre em contato, vai ser um prazer te ajudar! 

Fe Cardoso